1 de outubro de 2009

O Preço do Caleidoscópio

"Eu sou à esquerda de quem entra. E estremece em mim o mundo. (...) Sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro. Sou um coração batendo no mundo." - Clarisse Lispector. Hoje Vanessa - uma amiga muito querida- me definiu tão bem como há muito eu não via. Ela disse que Eu Sou Caleidospica. (Aplausos)
Acho que essa é uma das melhores definições já feitas sobre a minha pessoa. Eu sou assim mesmo. Dependendo do ângulo que se olha, você vai encontrar uma nova nuance. Outra amiga queridíssima, a Dulce costumava me dizer que Eu Sou rica. Por vezes quando eu ligava pra ela, ela atendia o celular e dizia:" Oi minha rica... " Não pessoas, eu ainda não ganhei na megasena. Ela se referia ao meu mundo interior, essa variedade de nuances que Vanessa hoje definiu numa só palavra: Caleidoscópica !!! Não estou "me achando" Não penso que sou a bala que matou JFK, ou a última bolacha do pacote ( que aliás vem sempre quebrada!) Estou fazendo uma auto- análise séria e comprometida com o meu momento presente. Deus é testemunha o quanto eu quero ser mansa. O quanto eu peço, me esforço e rezo para que meu coração seja 0,000000000001% parecido com o coração do Mestre. Mas meu coração ainda se inflama. Ainda sou pequenininha demais nesse Caminho pra entender as coisas que Ele me deu e me dá. Penso que as situações de minha vida, são para meu entendimento dos meus carismas, do meu Caminho, das minhas escolhas, enfim de mim mesma. É o eterno caminhar. É preciso que seja dito que há um preço a se pagar, por ser assim, caleidoscópica, multidimensional e, intensa , é claro. E por eu ser assim, da mesma forma é a expressão do que se passa em mim, na minha vida. Tudo lindo se não fosse um pequeno detalhe: Vivemos em comunidade. Minha palavra não é um eco no silêncio do Universo. Já pensou que maravilha se assim fosse? hahahaha... Agora, sério... Há uns dias que isso vem martelando aqui dentro do Caleidoscópio: O eco das minhas palavras. Ou seja... Como o que eu digo ressoa no mundo do outro e como isso volta para mim. E esse eco tem me feito pensar na mensagem - ou no modus operandi - de como a mensagem vem sendo emitida. Conviver é difícil, é na verdade o grande desafio de nossas vidas. Convivermos com as nossas infindáveis diferenças. E aceitarmos que isso é um fato e irmos além delas. Hoje, mais uma vez, fui testada. Não dá pra descrever o que foi e como foi, sou uma pessoa que não discute pessoas e comportamentos ou escolhas. Eu discuto idéias, são elas que vão levar as pessoas a refletirem e assim questionar a mudar - ou não - seus comportamentos e escolhas. Não sei dizer se passei no teste ou não. Mas devo dizer o tamanho do meu espanto e porque não dizer - decepção em como as pessoas reagem. Como as pessoas tem uma necessidade de defesa. Elas precisam se defender! Mal sabem elas que defendem-se de si mesmas, do que não querem ver, do que tem medo de perder, se defendem do desapego, pois estão tão apegadas ao velho, que o novo, o livre assusta. E esse meu espanto me leva de volta às minhas escolhas e reações, quando rejeito ou repudio uma idéia ou até à uma pessoa. Espanto aos meus apegos, ao que é novo pra mim, medo de me ver gota e saber que posso ser mar. E pra mim está o ponto chave de todas as religiões... ah sim, as religiões. O centro de todas elas é AMOR E ACEITAÇÃO. Jesus disse: Amai-Vos uns aos Outros como Eu vos Amei. (Jo. 15:17) Ele não disse: veja a creça da pessoa, a religião que ela prega, e se não for nada muito diferente do que você já pensa, então ok, sinal verde para amá-la. Não canso de dizer, e hei de dizer incansavelmente:
Minha religião é o coração bom.
Dá pra entender a profundidade dessa frase simples ?? SOMOS TODOS UM. Criados do mesmo Espírito. A fé que eu professo é a Católica Apóstólica Romana. E que ela aumente minha comunhão mais e mais com o Pai. Mas não se enganem, que não vou permitir que ninguém (nenhum católico, evangélico, judeu ou o que quer que seja) de me colocar numa redoma que limita minha consciência, minha visão, meu Amor por Deus e meu compromisso COM ELE. Faça a cara feia que quiser fazer, está no seu direito. Mas eu estou no meu direito de SER O QUE EU SOU. (Êxodo 3:14) Como eu disse na minha mensagem de hoje: Deus não escolhe os capacitados, ele capacita os escolhidos. Se eu for então, digna da escolha DELE, que ELE me capacite. Pois EIS-ME AQUI. "Porque ao homem que é bom diante dele, dá Deus sabedoria e conhecimento e alegria; mas ao pecador dá trabalho, para que ele ajunte, e amontoe, para dá-lo ao que é bom perante Deus. Também isto é vaidade e aflição de espírito" (Eclesiastes 2:26) SÊ UM (Nizan Guanaes e Marco Ribeiro) SÊ UM SÊ TU MESMO AGORA E SEMPRE SÊ UM SÊ TU MESMO AGORA E SEMPRE SÊ UM SÊ TU MESMO AGORA MAS SE ÉS UM COM ELE SÊ MIL SÊ MILHÕES DE MILHÕES SÊ UM ÍNDIA, SABRA E CHATILA XINGÚ IRÃ, NICARÁGUA, BANGU NORDESTE E VARSÓVIA SÊ TODOS E CADA UM (SÊ TODOS E CADA UM) SÊ TODOS E CADA UM.

3 comentários:

Vanessa Gomes disse...

Patta, querida.
A vida inteira gostei dos caleidoscópios. A forma como lemos as imagens formadas são reflexo da nossa janela da alma, daquilo que estamos disposto a ver. O significado é subjetivo e nunca vamos ter controle sobre o olhar do outro, sobre o repertório de vida de cada um, por isso, penso eu, crie imagens que vc gostaria que ilustrasse sua vida, impregnadas dos seus valores e crenças. Assuma-as pra valer...fale mesmo. Abra as portas sim para novos olhares, crescemos nessa partilha, mas, nunca assuma pra vc a responsabilidade de como as pessoas receberam seus caquinhos de vidro coloridos. Cada qual construirá seu juízo, Vc é do bem, querida, alguns vão tropeçar e até se machucar com seus vidrinhos coloridos...normal..."toda a unanimidade é burra". Bom, de toda forma, muito mais que desejo tenho a certeza que esses machucados e "tropeçados" precisam dos seus caquinhos para seus próprios caledoscópios. No mais é lamentar aqueles que não formam imagens ricas e coloridas. Te gosto muito.

Ludmila Rohr disse...

Tudo...menos bege!

Laetitia disse...

Boa prima. Falou e disse. Gosstei.
Bj