31 de agosto de 2008

Limbo

Saudade do não vivido.
Vontade do não sentido.
Me sentindo numa espécie de Limbo.
Expectativa, frustração, raiva, pena, confusão, tristeza, questionamento...
E um baita esperança que tudo isso passe logo.
É meu "inverno astral" que tá só começando.

3 comentários:

Marcela Oliva disse...

A vida nos prega peças... de pequenos acontecimentos que nos trazem antigas memórias. Saudade do que não foi. O dito pelo não dito... Palavras e silêncio que jamais se encontrarão...

Fechamento de ciclo chegando. Mais não... hora de curar as feridas e, como vc mesma diz, puxar tudo pelo bigode. Enfrentar e ver o porquê de tudo isso.

Limbo é uma palavra feia... não gosto dela... vc pode estar afastada de algo ou de vc... ou então mais próxima do q imagina...

Uma das coisas que mais admiro em vc é sua força de vontade e sua coragem de lutar sempre. E não é agora que vai ser diferente.

E estou aqui para o q precisar... irmã serve para ouvir grito tb e deixar passar... para chorar, dar colo.

Fé, amiga... aproveita esses momentos para se entregar a Ele cada vez mais! É daí que tiramos força para seguir... caminhar... sorrir.

Te amo!

Marcela Oliva disse...

eita... agora q percebi q meu comentário foi maior q seu post (risos)

bjo-bjo

ANDREA MENTOR disse...

Paaaat, inferno astral é inferno astral... Tb tô no meu, e me sinto exatamente como vc. Sinto saudade até do que não vivi... como diz a Menina Amarela aqui de cima, fé amiga. Fé. É uma das 2 coisas que temos que ter nesse momento. A outra é paciência. Num tem muito jeito. Fica bem. Beijo