4 de setembro de 2009

Om Asato Ma Sat Gamaya !!!

Tenho tido dias cheios. Cheios de um modo novo. Percebo que estou com ânimo renovado. Minha alegria está de volta... ainda um pouco tímida, mas já está otimo mesmo assim. Estou me sentindo diferente. Muita coisa que antes eu gostava, hoje não gosto mais. Muita coisa que eu me importava antes, hoje não me importo mais. Acho que de certa forma estou mais simples. Até minha maneira de me vestir está um pouco diferente. E pensando bem, isso se deve ao fato de meu olhar sobre o mundo estar diferente, por consequência, é certo que meu olhar sobre eu mesma também deva estar diferente. Fui dar uma olhada nos meus posts mais antigos. Percebi que até minha forma de escrever está um pouco diferente. As coisas continuam acontecendo. Os absurdos, os desvarios, os excessos, os enganos, as tristezas, as guerras, as mortes, as doenças, os roubos, as traições, as pessoas sem escrúpulos ainda estão por aí, em toda parte. Mas, o bem, a luz, as decisões acertadas, os entendimentos, a compreensão, a medida certa, a paz, a cura, a justiça, a Verdade, o Amor e as pessoas de bem ainda resistem ao tempo. Pelo simples fato de que elas são a Vitória. O triunfo pertence a elas. E podemos sempre perceber ambas as facetas do mundo. Nós escolhemos o olhar. Escolhemos o que perceber, o escopo. E foi justamente isso que acho que mais mudou em mim. O escopo. Lá dentro, na camara secreta do meu coração algo mudou. Mudou de uma maneira misteriosa, silenciosa e suave. Alias, não mudou. Simplesmente, transmutou. Não pode voltar a ser como era antes. Uma mente que se expande, não pode mais voltar ao seu estado inicial. E estou vivendo as consequências dessa transmutação. Os problemas, as situações de vida, estão de certa forma as mesma. Alguns acontecimentos - "estranhamente' - novamente se mostram, apenas com novos personagens , acho que para testar minhas reações. E para o meu (principalmente) maior espanto, elas estão mesmo novas. Acompanhadas de uma quase que imediata, compreensão. Reli num post antigo do meu blog, o momento em que eu iniciava uma nova empreitada profissional, que no final das contas não deu em nada. Hoje, relendo o texto, pude ver toda a névoa de ilusão envolvida naquela situação. Hoje, vejo como estava altiva. E digo agora sem medo : me envergonho disso. Mas não nego. Até porque, somos o que podemos ser. E não o que queremos ser. Como ja disse aqui, enquanto fazemos planos, Deus ri. Pois bem. Ele bem sabia que não ia dar em "nada". Mas Ele também sabia que eu precisava passar por tudo aquilo, pra chegar onde cheguei hoje. Nesse ponto um pouco mais sereno. Digo um pouco, porque sei que há tanto a se fazer ainda. A Escalada está no início, em uma parte nova da montanha. E muito virá por aí. Uma subida talvez, mais íngreme, mais difícil que exigirá sempre mais e mais esforço, mas que poderá me contemplar com vistas mais lindas. A foto realmente expressa o que eu sinto. Meu galho começa a brotar novamente. A primavera começa a dar sinais. O frio está passando. Os pássaros voltam a cantar e em breve o Sol do Amor vai brilhar e fazer brotar as flores. Sonhei com esse Mantra hoje. E, com certeza, deve ter uma razão especial pra ter sonhado com ele. Adoro esse mantra. É lindo. Amor & Luz pra vc !! OM Asato Ma Sat Gamaya Om Asato Ma Sat Gamaya Deus, conduza-me do Irreal para o Real, Tamaso Ma Jyotir Gamaya das Trevas para a Luz, Mrityor Ma Amritam Gamaya da Morte para a Imortalidade!

2 comentários:

Marcela Oliva disse...

Amiga, só para confirmar o que a gente há muito tempo não fala: "estranho vai ser o dia que nada acontecer!"

Love U!

bjo

Liz disse...

Fico impressionada qdo leio os seus textos (já me prometi ser assim, qdo eu crescer!).
Há uma harmonia tão grande com os seus sentimentos e as palavras que vc usa...viajo mesmo!
Nunca vi alguém falar de si mesmo com tanta propriedade e transparência. Admiro demais isso em vc, pois tenho essa dificuldade e acredito que só um grande equilíbrio e uma maturidade emocional, pode se traduzir nessas palavras lindas.
Deleite total p mim!!!
Beijos, Patita!
Liz